Por que estamos fazendo intercambio?

Quem ai nunca quis fazer um intercâmbio, poder aprender aquele tão sonhado inglês e ainda por cima vivenciar o dia a dia em um novo país e uma nova cultura?? Pois bem, nós dois também já sonhamos com isso… e hoje vou contar um pouquinho das nossas histórias e como nossos sonhos se juntaram, até estarmos hoje aqui em Waterford, na Irlanda!


Antes de começarmos, você já assina nosso blog para receber as novidades por e-mail? Ainda não? É muito fácil assinar!
Você só precisa localizar o campo “Assine o Blog Via E-mail” que esta na coluna direita do nossa pagina ou no final do post – caso esteja visualizado pelo celular e preencher seu e-mail e pronto, você será o primeiro a ser notificado sobre nossos novos posts! 🙂 ♥

Então vamos começar pelo começo e dizendo que nós dois, antes de nos conhecermos, já tentamos fazer intercâmbio e não deu certo? Sim! Sim, já tentamos e não deu certo e vou contar o que aconteceu…

Quando eu, Juliana, tinha uns 18 anos (agora tenho 25!); juntei com minha melhor amiga, fui numa agencia de intercâmbio, escolhemos o país, cotamos a cidade que queríamos – na época era Brighton, próximo de Londres, já tava quase tudo certinho… quando por fim, não consegui ir por motivos pessoais e de faculdade (e também de que mamãe não me liberou do trabalho!). Então minha melhor amiga foi sozinha (sozinha mesmo, ela e Deus, garota corajosa, sinto orgulho, te amo miga!) e eu fiquei lá, sozinha no Brasil e sem melhor amiga.

Quando o João tinha uns 29/30 anos (sim, não parece mas ele já tem 32!); ele tentou intercâmbio. Ele então fez o mesmo caminho que eu e que todo mundo faz quando decide fazer um intercâmbio.. foi até a agencia, decidiu o país, cotou as cidades, escolheu a cidade destino e PAGOU o intercâmbio. Ele tinha escolhido ir pro Canada, e a agencia que ele havia escolhido foi aplicar o visto dele para estudante, eis que depois de pago todo intercâmbio, o visto dele foi negado. Sim, n-e-g-a-d-o! Negado porque o Canada, achou que ele não tinha vinculo suficiente (ele era sócio de duas empresas, tinha uma casa, um cachorro, uma família, mostrou os extratos do banco etc e etc e etc) com o Brasil e que ele poderia decidir morar pro resto da vida naquele país congelante.

Ok, depois de muita tristeza nos momentos acima, hoje vemos que Deus queria que fossemos juntinhos ter essa experiência! ♥ ←

Então, no ano passado, nós nos conhecemos e começamos a namorar. Ele morava em uma cidade que era 230 km de distancia da minha e era todo final de semana ele pra SP ou eu pra São João da Boa Vista.
Todo final de semana era maravilhoso e durante a semana a saudade apertava. Foi ai que começaram nossos planos de morarmos juntos e depois os planos foram mudando até que começamos a analisar a opção de fazermos um intercâmbio e decidimos que esse era o momento certo, porque depois iríamos nos casar, ter filhos e as prioridades seriam outras.

Ok, estava decidido que iríamos fazer o intercâmbio, mas quando? Qual país? Qual cidade?

  • Vocês programaram durante muito tempo o intercambio?
    Não! Como algumas pessoas sabem, nós somos um casal bem rapidinho (entre nos conhecermos e ficarmos noivos demorou 04 meses e do noivado até o casamento no civil demorou 08 meses – exatamente no dia que nos conhecemos), então do dia que decidimos fazer intercâmbio até o dia que embarcamos, foram 04 meses e meio!
  • Por que escolhemos a Irlanda?
    Depois de muita pesquisa, primeiramente escolhemos a Irlanda por ser um país central e de fácil acesso a outros países que gostaríamos de conhecer nesse periodo que estamos no intercâmbio e segundo porque a Irlanda é um dos poucos países que concedem o visto de Estudo + Trabalho (20h semanais) para estudantes.
  • Por que escolhemos Waterford e não Dublin?
    Quando começamos a pesquisar intercâmbio na Irlanda, o que nós mais escutávamos era: “Dublin SÓ tem brasileiro!” e no começo achávamos que: “Que lugar do mundo não tem brasileiro?”.
    Até que começamos a olhar mais a fundo as opções de cidades na Irlanda e começamos a analisar os principais custos (acomodação + alimentação + locomoção) para viver em cada cidade que gostaríamos de morar, as nossas opções eram: Dublin, Cork, Limerick e Waterford.
    Dublin, logo foi riscada pelo altíssimo custo de acomodação (e por conta do comentário da quantidade de brasileiro e SÉRIO estar em Dublin é como se estivesse em São Paulo, você escuta português a cada esquina, mas isso é papo para o post da nossa visita em Dublin!) e Cork também, pelo mesmo motivo.
    Ficamos então em duvida entre Limerick e Waterford; foi ai que conversamos com duas pessoas que estavam em cada cidade. Pesquisamos mais a fundo esses dois lugares e decidimos que nossa nova cidade seria Waterford, primeiramente porque Waterford tinha os custos com acomodação mais barato e segundo porque a cidade é bem pequeninha então não é necessario gastar com ônibus, taxi… e também por quando começamos a olhar as fotos da cidade, nós nos apaixonamos!
  • Como funciona o visto na Irlanda?
    Na Irlanda, o visto de estudante tem a duração de 06 meses (de estudo) + 02 meses (de férias), totalizando 08 meses e não é necessário você tirar o visto no Brasil. O visto é emitido na Irlanda mesmo e só precisa comprovar algumas coisinhas, que são:
  1. Se seu curso for de 25 semanas (06 meses), você precisa comprovar € 3.000,00 em conta bancária irlandesa.
  2. Comprovante de residencia na cidade.
  3. Matricula da escola comprovando o periodo que você estará estudando.
  4. Seguro médico.
  5. E pagar a bagatela de € 300,00 pelo seu visto.Juntando todos esses documentos, é só marcar seu horário na imigração da cidade que você escolheu e pegar seu querido visto de estudante! – depois faço um post explicando tudo isso beeeem certinho.
  • Como decidimos o periodo que ficaríamos no intercambio?
    Quando começamos a ver as opções para o intercâmbio, a única coisa que queríamos era que fossemos o mais rápido possível, então fizemos umas continhas pra ver quando conseguiríamos ajeitar tudo e vimos que em Outubro já conseguiríamos estar com tudo pronto.
    Queríamos ir no finalzinho de outubro, mas como aqui o inverno é bem rigoroso, a escola só aceita matricula até meio de outubro e depois as matriculas retomam somente em janeiro, então optamos por começar o curso na primeira semana de Outubro, no dia 09.

No começo tudo é um pouco difícil; são novos hábitos, uma nova cultura (leia-se clima, alimentação, língua, costumes…) tudo completamente diferente. Mas o mais recompensador é o tamanho da sua alegria com cada conquista nesse novo lugar que você agora chama de lar.

Hoje completamos um mês que estamos na Terra da Esmeralda! ♥

Aqui somos como crianças que a cada dia vamos conhecendo novas pessoas, novos lugares, novas palavras e nos encantando com cada mínimo detalhe…


É isso pessoal, espero que tenhamos tirado algumas duvidas e caso vocês tenham algum assunto que queiram que a gente conte por aqui é só deixar nos comentários aqui embaixo ou no instagram @maisumapraconta que eu faço um post sobre.

Beijos da Irlanda ♥


 

Deixe uma resposta